Saímos do armário: somos mães na universidade!

Quem somos nós? Somos professoras, estudantes, pesquisadoras…e somos mães. Muitos de nossos colegas sequer sabem que existimos, pois as escolas e universidades não foram feitas para nós. A maternidade é considerada uma simples escolha, privada, com cujas dificuldades e custos devemos arcar sozinhas.

Muitas de nós tem medo de dizer que são mães, pois uma mãe não pode ser cientista. A ciência é uma atividade masculina ou, quando muito, algo que só as mulheres bem nascidas podem realizar.


Com nossas histórias de vida, podemos dizer que isso não é verdade. Mesmo com todas as dificuldades econômicas, culturais e mesmo políticas, seguimos estudando e trabalhando.


Somos mães na universidade, nas escolas, institutos federais e queremos dar um basta na desigualdade que nos separa de uma vida de trabalho e estudo plena. Queremos ser aceitas, receber apoio, ter acesso a estruturas públicas para que possamos estudar e pesquisar enquanto nossos filhos são cuidados. Não basta falar que somos importantes para a sociedade e não garantir o mínimo que necessitamos. Não basta falar que nossos filhos e filhas são o futuro do país e seguir hostilizando as mães trabalhadoras que precisam levar suas crianças para sala de aula. 


A universidade é nosso lugar, pois nosso lugar é onde quisermos estar. Queremos o direito ao desenvolvimento pleno de nossas vidas, sejamos mães ou não. Exigimos sermos respeitadas, sejamos mães e solteiras, mães casadas, mães em uma relação homoafetiva, mães pobres, mães negras, mães indígenas, mães imigrantes, mães jovens ou não.

Nenhum elogio pode substituir nossos direitos, pois apenas a garantia efetiva de nossas vidas e da vida de nossas crianças pode significar um apoio concreto.
Saímos do armário em todo Brasil hoje para dizer que as mães existam na universidade, sim!

Queremos respeito, mas queremos também direitos!
Por mais creches nas escolas e universidades públicas.
Por auxílio-maternidade digno para as bolsistas e pesquisadoras mães.
Em defesa da licença maternidade para estudantes mães.

Pelo direito à alimentação das filhas e filhos de estudantes nos restaurantes universitários, bem como a garantia de sua integridade, segurança e cuidado em todos os espaços das universidades e escolas.

Acesse a página Mães na universidade pelo link: https://www.facebook.com/maesnauniversidade/

#VaiTerMãeNaUniversidadeSim

Fonte: Texto e fotos publicados originalmente na página Mães na universidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s