Que ciência estamos produzindo?

Recebi recentemente o link do Currículo Lattes de um professor de uma universidade pública brasileira. Junto ao link, uma pergunta, é possível publicar 366 artigos em 10 anos de carreira acadêmica?

O professor em questão tem 45 artigos nesse ano de 2017, o que dá em média 5 artigos por mês, logo, ele publica  1 artigo a cada 6 dias.

Segundo sua própria descrição no Lattes, ele desenvolve pesquisas na área de sanidade animal, Parasitologia Veterinária, Bioquímica e Patologia Clínica, ou seja, todas na área de saúde.

Aqui é preciso grifar que a área de saúde geralmente requer muitos experimentos/estudos/análises, várias repetições e muitas vezes os protocolos são demorados. Nesse sentido, é sem dúvida uma produtividade acadêmica excelente, mas, está essa produtividade acompanhada de ética, qualidade, seriedade e comprometimento com a ciência?

Devolvo a pergunta inicial, é possível publicar 366 artigos em 10 anos de carreira acadêmica, considerando os quesitos do parágrafo anterior?

Lembrando que este caso não é isolado, cada um que ler esse texto provavelmente tem exemplos similares, portanto, a grande questão é, estamos de fato contribuindo com a ciência ou estamos somente inflando nosso Currículo Lattes?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s